Se existe alguma justiça no Universo – deve haver um paraíso especial para os médicos

21 de maio de 2020 0 23

Um bom amigo meu me contou essa história. Ele trabalha como cirurgião no departamento de emergência. De fato, normalmente existem três cirurgiões no turno, mas naquele dia … bem, naquele dia um dos cirurgiões foi urgentemente transferido para outro departamento e o outro teve uma intoxicação alimentar e estava mergulhando. Que dia! Deveria haver um substituto, mas … o que eles conseguiram foi um cirurgião torácico jovem e inexperiente. Poderia ter sido pior, suponho!

E tudo desceu a partir daí, como sempre: a lei de Sod: duas emergências, uma paciente com facadas e outra que caíra de altura. Ao todo, quatro operações extenuantes de três horas, nem um minuto de sobra, uma rápida xícara de café no máximo entre a troca de bata cirúrgica. Tendo passado pelo turno sozinho até o fim, o cirurgião deixou o hospital em estado de transe. Você sabe como é quando você está cansado além da crença … Ele não sabia dizer para onde estava indo, o que estava vendo, e nada estava realmente registrando em sua mente. Tudo o que ele queria era chegar em casa e dormir um pouco. Mas pouco antes disso, ele decidiu comer algo em um café próximo.

Quando ele terminou de comer distraidamente e estava prestes a sair, o dono do café veio até ele:

– Você teve um dia ruim, não foi, doutor? Teve muitas operações? Não se preocupe, sua refeição é em casa, e eu já te chamei de táxi.

O cirurgião se recompôs:

Sim, sou cirurgião … foi um dia difícil … é tão perceptível?

-Sim, é … Quando você terminou de comer, disse à garçonete: “Eu terminei. Conte os instrumentos e a sutura. Você é do departamento de emergência, não é? Eu trabalhava lá por seis anos e Sei como se sente…

Médicos, cirurgiões … Se existe alguma justiça no Universo – deve haver um paraíso especial para os médicos!

Imagem de capa: J. Steinfeld, National Geographic

web statistics