7. mensagens ocultas em “As aventuras de Alice no país das maravilhas” que não eram para crianças

21 de maio de 2020 0 25

O conto de Lewis Carroll Alice no País das Maravilhasteve uma influência incrível no cinema, na literatura e até na psicologia: filmes e balés foram baseados nisso, sequências e remakes foram escritos. Existe até um distúrbio psicológico que leva o nome do personagem principal:Alice no país das maravilhas(AWS). Essa história infantil aparentemente inocente foi objeto de discussões acaloradas por cientistas do século XX e até Freud falou sobre isso. O objetivo das discussões era simples: a história foi escrita para crianças ou para adultos?

Criativo leu o livro “As aventuras de Alice no país das maravilhas decodificadas” e tentou descobrir quais partes da história só podem ser entendidas pelos adultos.

1. O encolhimento e o crescimento de Alice são um sinal de puberdade.

Quando Alice comia um bolo ou bebia uma certa mistura, ela encolhia ou crescia, e ela estava com medo de desaparecer completamente. Embora não existam razões reais para as mudanças no corpo dela no texto, os cientistas têm 3 versões do que poderia ter sido o significado oculto por trás desse episódio:

  • O corpo de Alice muda de uma maneira semelhante à que mudaria quando adolescente durante a puberdade. Muitas pessoas pensam que Carroll mostrou a puberdade do personagem. Mas por que essa idéia também pode estar errada é porque Alice tem apenas 7 anos e é muito jovem para ser adolescente.
  • Os astrônomos vinculam o personagem ao universo em expansão. De acordo com uma das teorias, a quantidade de matéria no Universo está diminuindo constantemente, o que acabará por levar ao seu desaparecimento. Obviamente, é por isso que a personagem estava preocupada em encolher tanto que ela desapareceria.
  • Outras pessoas veem uma indicação de substâncias alucinógenas, que deixam as pessoas completamente desorientadas, assim como Alice.

2. O porco que o personagem tem é um rei inglês.

Isto é acreditavaque o conto é uma alusão à Guerra das Rosas que ocorreu na Inglaterra no século XV. Esse período de tempo foi cheio de intrigas, traição e havia muitas cabeças cortadas – como na história.

Supondo que o palpite esteja correto, o bebê que se transformou em porco é membro da Rosa Branca. E, mais especificamente, foi Richard III quem teve um sigilo com um javali branco. Shakespeare chegou a escrever uma peça sobre o assunto, onde apresentou Richard de maneira muito ruim.

3. O cheiro de pimenta na casa da duquesa esconde o cheiro de comida ruim.

O conto menciona casualmente que a casa da duquesa cheira muito a pimenta porque a copa estava adicionando pimenta à sopa. Mas pode ter sido uma dica doproblema que a comida da época era muito apimentada, para matar o cheiro de ingredientes podres.

4. Alice é Eva, que se torna pecadora.

As aventuras de Alice começam em um jardim tranquilo. Era um lugar idílico, verde e tranquilo, e é por isso que lembramuitas pessoas no Jardim do Éden. Mas Alice não pega uma maçã, ela desce pela toca do coelho e entra em um mundo que causa mudanças incríveis nela. Essa teoria parece bastante lógica: as crianças são inocentes, mas quando Alice entrou no buraco (pegou a maçã), ela entrou no mundo da puberdade, na vida adulta e se tornou uma pecadora.

5. Chaves, portas e lagartas são símbolos freudianos.

Quando as teorias freudianas se tornaram muito populares em todo o mundo, a história de Alice acabou cheia de símbolos ginecológicos. Os fãs de Freud conseguiram Vejoos símbolos nas portas que estavam escondidos atrás das cortinas e as chaves que abrem essas portas. Obviamente, eles não poderiam ter perdido o Absolem – a lagarta gigante que parece um sabe de uma coisa.

Embora essa teoria tenha vida, ela não é muito crível, porque as pessoas podem ver esses símbolos em todos os lugares se realmente quiserem.

6. Morsa e Carpinteiro são na verdade Buda e Jesus.

Este é o nome do poema que os irmãos gêmeos Tweedledee e Tweedledum leram para Alice. O poema conta a história de Walrus e Carpenter, que caminham na praia e pedem que ostras andem com eles. As ostras vão para a praia e Walrus e Carpenter as comem. Morsa então chora no final.

Existem várias interpretações:

  • Morsa é uma caricatura de Buda, e Carpenter é Jesus. Por exemplo, o personagem Loki deDogmaacredita nisso. A lógica é simples: Morsa é gorda e feliz, então ele é Buda ou elefante Ganesha, e Carpenter é a referência direta à profissão do pai de Jesus.
  • J. Sacerdotalmente é convencido que o poema é a história da colonização da América pela Inglaterra (Morsa) (Carpenter).
  • Há uma interpretação mais violenta. Algumas pessoasacreditam que Walrus e Carpenter são políticos que matam as massas – as ostras.

7. O poema sobre o Coelho Branco no capítulo 12 revela o mistério amoroso do próprio Carroll.

Alguns pesquisadores veem o referênciaà conexão incomum entre Lewis Carroll e Alice Liddell que era o protótipo do personagem principal. Aqui estão as linhas sobre as quais estamos falando:

Ele lhes mandou dizer que eu não tinha ido

(Sabemos que é verdade):

Se ela insistir,

O que seria de você?

Este é um dos momentos mais sensíveis na interpretação do conto. Algumas pessoaspensar que quando a garota deveria atingir a maioridade, o escritor se casaria com ela, mas por algum motivo ele discutiu com a sra. Liddell e nunca mais viu os membros da família.

Deseja ler o conto agora que você tem algum conhecimento novo para encontrar algum novo significado oculto? Se sim, você pode ler o manuscrito original escrito pelo próprio Carrollaqui.

web statistics